Encontro abordou práticas inovadoras exibidas no maior congresso de varejo do mundo

O Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo (IBEVAR) realizou nesta quinta (26), o Pós NRF Cases. Este foi o último encontro do Programa NRF 2018 e abordou os cases de destaque, com práticas inovadoras e de sucesso, apresentadas na NRF 2018 Retail’s Big Show & EXPO, realizada em janeiro, em Nova York.

Na abertura do evento, as boas-vindas ficaram por conta de Lucas Forte, responsável pelo Relacionamento Corporativo e Institucional do IBEVAR. Ele reforçou a importância dos assuntos tratados nos encontros Pós NRF e como é essencial avaliar a aplicabilidade das práticas no mercado brasileiro.

Em seguida, ele passou a palavra para a diretora vogal do IBEVAR e coordenadora acadêmica da Academia de Varejo, Patricia Cotti. No início da palestra, ela pontuou algumas diferenças entre os mercados brasileiro e americano, como taxa de tour over, que nos Estados Unidos é 3 vezes maior que no Brasil, e o comportamento relacionado a decisão de compra do consumidor. “Pensando nessa diferença de comportamento, é importante avaliar as práticas aplicáveis no Brasil, o que realmente pode funcionar”, explica. Em seguida, ela abordou o crescimento do mercado asiático em outros pontos do mundo e alguns países que se destacam em inovação, como a Itália, além de reforçar os temas experiência imersiva, ambientação de loja e o digital.

Mas o foco principal foram os cases de sucesso apresentados na NRF 2018. Entre os que chamaram a atenção, como exemplos de experiência do consumidor, estão os da “Adidas”, com uma exclusiva ambientação de loja no modelo “Stadium”; a “Sonos”, empresa que se reinventou ao explorar as sensações e mudar a maneira de como as pessoas ouvem música; a “Melissa” aposta na ambientação da loja como atrativo para o público, com espaço para eventos e casa de espelhos; a “Nike” investe em atividades interativas para o consumidor, como um andar inteiro para a personalização de produtos e quadra de esportes.

Quando o assunto foi tecnologia, os cases que se destacaram foram da “Fordhud”, com uma loja conceito e interativa, que demonstra o futuro do transporte; o “Walmart” implementou a inteligência artificial na avaliação de seus serviços; a “Capsule”, pode ser chamada de farmácia do futuro, pois ajuda os clientes no controle de seus remédios; a Samsung aposta em uma loja conceito voltada para tecnologia e interatividade, onde o foco é a experiência e não a venda de produtos.

Patricia também destacou os cases da “Huma Market”, que oferece as soluções de um supermercado comum, só que voltado para alimentação. “O Huma Market disponibiliza tudo o que o consumidor precisar. Seja o alimento, um chef para cozinhar na casa do cliente e até o espaço para reunir os amigos, mesmo se a própria pessoa cozinhar”, conta. Outro case comentado foi da “Cotopaxi”, que vende muito mais que mochilas, mas experiências em viagens e aventuras. A marca organiza competições em que um grupo de pessoas deve ir em determinados locais para cumprir as “quests”, acumular pontos e ganhar prêmios.

Na parte final do encontro, Patricia abriu espaço para debate com o público presente sobre a aplicabilidade das tendências e conceitos apresentados na NRF. A próxima edição da feira será realizada nos Estados Unidos, em janeiro de 2019.

Sobre o IBEVAR

O IBEVAR – Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo – é uma instituição sem fins lucrativos, que se propõe a produzir conteúdo no setor de Varejo & Consumo, promover networking entre executivos que atuam nessa área e gerar negócios entre os participantes. O IBEVAR conta com o apoio de conteúdo do PROVAR/FIA e da Academia de Varejo da UBS Escola de Negócios, que auxiliam na construção de conhecimento dos associados.

www.ibevar.org.br