‘Cyber Security nas Operações de Varejo’ foi o tema do encontro dessa quinta-feira

O Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo (IBEVAR) realizou nesta quinta-feira o fórum “Cyber Security nas Operações de Varejo”. Patrícia Cotti, Diretora executiva do Ibevar, deu boas-vindas aos participantes e enfatizou a importância dos encontros para promover a troca de experiências e a discussão de boas práticas. “O trabalho que desenvolvemos hoje é voltado para executivos, para que eles ampliem a visão e possam aplicar no dia a dia o que compartilhamos aqui”, contou.

Em seguida, Anderson Ozawa, Diretor Vogal e Presidente do Comitê PRACS (Prevenção de Perdas, Riscos, Auditoria, Compliance e Segurança) do IBEVAR falou sobre a evolução da área dentro do instituto.

Ano passado expandimos o tema para algo mais abrangente, seguindo a tendência de governança corporativa, que vai além da prevenção de perdas e atualmente contempla também gestão de riscos, compliance, auditoria, entre outros”, explicou o presidente do comitê.

Em seguida, Álvaro Igrejas, Diretor de Financial Lines da Willis Towers Watson, iniciou a apresentação falando que o risco cibernético é de grande impacto para organizações pois compreende diversas áreas das empresas, como pessoas, capital, tecnologia, regulatório, ambiental e política.

Álvaro também apresentou os resultados do Ranking dos 10 principais riscos por indústria. De acordo com índices globais de riscos da Wills Towers Watson, na área de Transporte, por exemplo, o risco de um ataque cibernético está em primeiro lugar.

Dados sobre quais as principais barreiras que impactam na criação de uma política de proteção de dados, o impacto das novas relações de trabalho que existem hoje, com muitos funcionários terceirizados e home office, e ataques cibernéticos em grandes empresas, como o caso do Facebook, em 2018, também foram discutidos durante a apresentação.

Durante o evento também foi apresentado pelo DEIC – Departamento de Investigações Criminais um crime de ataque cibernético que aconteceu em supermercados, atacadistas, lojas de casa e construção, entre outras. A equipe detalhou como foram feitas as fraudes, instalações de dispositivos e todo o processo de investigação.

Na segunda parte do encontro, o IBEVAR recebeu o executivo Miguel Gubitosi, do Mercado Pago, para debater junto com os outros palestrantes sobre os possíveis impactos da Lei Geral de Proteção de Dados, como tornar as empresas menos vulneráveis aos ataques cibernéticos e como criar uma conscientização e treinamentos para funcionários e terceirizados. Os convidados compartilharam suas experiências profissionais e conversaram com os participantes sobre os temas.

Sobre o IBEVAR

O IBEVAR – Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo – é uma instituição sem fins lucrativos, que se propõe a produzir conteúdo no setor de Varejo & Consumo, promover networking entre executivos que atuam nessa área e gerar negócios entre os participantes. O IBEVAR conta com o apoio de conteúdo do PROVAR/FIA, que auxilia na construção de conhecimento dos associados. www.ibevar.org.br